Zapatillas nike zapatillas reebok nike air max blancas ropa abercrombie gafas ray ban zapatillas under armour gafas de sol ray ban Gafas carrea new balance hombre botas futbol zapatillas asics new balance mujer zapatos casuales Zapatillas air jordan nike sb nike corte zapatillas vans zapatos timberland zapatillas sport zapatos de mujer nike free puma zapatillas zapatos gucci botas de futbol nike presto gorras new era Gafas oakley bolsos louis vuitton
Zapatillas nike zapatillas reebok nike air max blancas ropa abercrombie gafas ray ban zapatillas under armour gafas de sol ray ban Gafas carrea new balance hombre botas futbol zapatillas asics new balance mujer zapatos casuales Zapatillas air jordan nike sb nike corte zapatillas vans zapatos timberland zapatillas sport zapatos de mujer nike free puma zapatillas zapatos gucci botas de futbol nike presto gorras new era Gafas oakley bolsos louis vuitton
new balance uk jordan trainers Adidas Stan Smith uk nike free 5.0 uk oakley sunglasses uk timberland boots uk nike air max sale saucony trainers Longchamp uk adidas football boots uk polo shirts uk louis vuitton uk adidas neo uk nike air force 1 uk cheap ray bans uk hollister uk balenciaga trainers nike trainers uk adidas trainers Adidas Superstar uk nike football boots uk nike air force uk puma uk abercrombie and fitch uk gucci belt uk nike shox uk jimmy choo uk nike blazers uk giuseppe zanotti uk adidas tubular uk
puma chaussure nike corte new balance femme nike flynit polo lacoste vetement chaussure sport adidas nmd Sac michael kors Sac longchamp Chaussure vans chaussure reebok nike air max nike shox adidas superstar Chaussure adidas nike free run femme chaussure de sport lunette ray ban Chaussure puma christian louboutin adidas zx flux chaussures de foot adidas femme Chaussure louboutin chaussure bateau Sac louis vuitton chaussure de foot polo ralph lauren chaussure de marque Chaussure nike Bijoux nike roshe run femme nike blazer lunette de soleil chaussure femme
Menu principal
Página inicial
Notícias
Galeria de fotos
Loja virtual
Fale conosco
Morro de São Paulo
A História
O que fazer de dia
Comércios e Serviços
Meio Ambiente
Eventos
Férias Bahia
Férias Brasil
Está na hora
Promoções
Apresentação
O que fazer a noite
Bairros
Como Chegar
Taxi Aereo
De Avião
De Catamarãs
Via Terrestre
Rotas rodoviárias
Transfer Terrestre
Hotéis e pousadas
Localização
Hospedagem
Escolha onde ficar
Melhores Hospedagens
Em destaque
Pacotes promocionais
Novidade
Promoções da Hora
Festival de primavera
English
Onde Comprar
Dica Info
Video
Informações em Espanhol
Espanhol
Italiano
Praias
Primeira Praia
Segunda Praia
Terceira Praia
Quarta Praia
Quinta Praia
Praia do Encanto
Praia Pequena
Praias próximas a vila
Prainha do Forte
Porto de Cima
Ponta da Pedra
Praias nas redondezas
Gamboa
Garapuá
Praia Argila Medicinal
Pratigi
Boipeba
Ponta do Curral
Ponta do Curral
O Que Fazer
Baleia Jubarte
City Tour
Trilhas de Aventura
Esportes náuticos
Ponta do Curral e Gamboa
Informações
Passeeios
Noite
Esporte & Lazer
Passeio de Barco a Vela
Aluguel de Caiaques
Passeio de Tirolesa
Passeio de Kite Surf
Passeio Pesca Esportiva
Mergulho com cilindro
Surf / Aulas de Surf
Passeio de Banana Boat
Notícia: Show Sucesso de Nando Reis
Passeio a Cavalo
Passeios e excursões
Passeio Volta a Ilha
Passeio Pirata do Morro
Passeio Garapuá em 4x4
Passeio Pancada Crande
Passeio de ultraleve
Caminhada Ecológica
Trilha Ecológica
Arte & Cultura
Atelier do Encanto
Feira de Artesanato
Artistas no Morro Online
Artesãos do Morro
Museus
Escritores
Religiosidade
Gente Daqui
Educação & Livros
Monumentos
Fortaleza
Forte
Farol
Fonte do Imperador
Igreja N.S da Luz
Casarão
Serviços Gerais
Telefones Úteis
Perguntas Frequentes
Tábua de Maré
Tô no Morro online
Companhias Aéreas
Entrevistas
Jornais
Online 24 Horas
Rodovias
Ondas
Empresas & Show Room
Rádio
Web Site
Site de Busca
Utilidade
Blogs
Embaixadas & Consulados
Delegacia de Polícia
Livro de Visita
Empregos
Profissionais
Governo
Modelos de Embarcações
Associações & ONGs no Morro
Achados & Perdidos em Morro
Registro de Domínios
Receitas
Humor
Prefeitura & Secretarias
Projetos Sociais
Mande sua História
Aeroportos Bahia e Brasil
Estéticas
Prestação de Serviços
Tatuagens
Lavanderias
Advocacias em Morro
Pet Shop
Telemensagens
Comidas Típicas
Bancos
Clima
Notícias Anteriores
Carnaval na Pousada
O Portal do Morro
Quem Somos
Anúncios grátis no Morro
Links
Sugestões & Reclamações
Agradecimentos aos Leitores
Classificados Grátis
Imóveis & Terrenos
Venda
Natureza
APA - Proteção Ambiental
Ecologia
Consciência Ambiental
Eco Turismo
Mangues
Saúde & Beleza
Clínicas
Odontologia
Atrações Próximas
As Praias da ilha
Cairú
Ilha de Boipeba
Valença
Nazaré
Ilha de Itaparica
Salvador
Roteiros do Morro
Restaurantes
Lua de Mel
Melhor Idade
Para Crianças
Mochileiros
Salvador da Bahia
História
Destinos
Hotéis
Pousadas
Albergues em Salvador
Igrejas e Capelas
Casas Noturnas
English
Brasil
Descobrimento do Brasil
Sobre o Brasil
Golfe no Brasil
Parques Nacionais
Esporte Radicais
Estradas
Estados com Site
Cidades do Brazil
Praias
Informações Governo
Educação
Arte no Morro Online
Fusos Horários
Hotéis
Fronteiras e Limites
Limites do Brasil
Turismo
Destinos Brasileiros
Glossário Turismo
Utilidades Publica
Cartões Postais
Agências de Notícias do Brasil
Amor & Amizade em Morro
Jogos Online em Morro
Arquitetura & Artes em Morro
Astrologia & Astronomia
Biblioteca
Carnaval
Carros & Motos
Cinema
Concursos
Cultura Diversos
Editoras
Esoterismo
Esportes
Futebol
Games
Imperdíveis
Informatica
Instituições
Internet
Livrarias & Livros
Mulher
Musicas & Letras
Navegando
Países
Personalidades & Pessoais
Politica & Partidos
Portais
Rádios
Revistas
Superinteresante
Parcerias
Comprar Fotos
Faça seu site
Viagem & Turismo
Dicas rápida como chegar
Melhores fotos do Morro
Não Perca Tempo
Reserve online: rápido e fácil.
Escolher sempre é bom
Relato de viagem: Indo para Morro de São Paulo
blog do Morro sp
Morro On Line - 4x4 - Passeios e expedições off-road
Universidades
Dicas e informações úteis
Hotéis e Pousadas em até 2X sem juros - Descontos imperdíveis à vista!
Programação copa 2014.
Reserve já seus passeios, pousadas, hotéis carnaval com antecedência.
Guia do Morro
Agências de Turismo
PORTAIS DE TURISMO
Cidades Turisticas
Hotéis Internacionais
SPAS
Hotéis em site
Empresas Aéreas
Cruzeiros
Locadoras tarifas
TRANSPORTE
PARQUES
MUSEUS
Escolas de Turismo
VARIEDADES
Guia Gigante - Hotéis e Pousadas Morro de
Morro de São Paulo - Bahia - Brasil
Zapatillas nike zapatillas reebok nike air max blancas ropa abercrombie gafas ray ban zapatillas under armour gafas de sol ray ban Gafas carrea new balance hombre botas futbol zapatillas asics new balance mujer zapatos casuales Zapatillas air jordan nike sb nike corte zapatillas vans zapatos timberland zapatillas sport zapatos de mujer nike free puma zapatillas zapatos gucci botas de futbol nike presto gorras new era Gafas oakley bolsos louis vuitton Adidas Neo cinturones gucci zapatillas saucony zapatillas de moda Adidas Originals Adidas Yeezy nike air force
Turismo em Morro de São Paulo Online, Bahia Brasil - Morro de São Paulo | Pelos Cafundós

Morro de São Paulo | Pelos Cafundós












Pelos Cafundós

    Início

Arquivo da categoria: Morro de São Paulo

Do sossego à agitação
Publicado por larissamaciel
Padrão

Neste dia acordamos cedinho e com muita tristeza nos preparamos para partir. Marlon acordou ainda mais cedo e num ritual de despedida ainda foi correr na Segunda praia.

Depois de escutar muitos depoimentos entre locais e turistas, resolvemos fazer nossa travessia de volta no formato marítimo/terrestre/marítimo. Assim, pegamos a lancha as 10hs no cais da Ilha até o atracadouro em Valença que custou R$ 10 por pessoa. A lancha tem de hora em hora a partir das 7h.

A partir do atracadouro tem a opção de ir de taxi, ônibus ou van até Itaparica para pegar o Ferry Boat em Bom Despacho ou pegar um barco em Mar Grande, os dois te levam até Salvador, sendo que o último te deixa no Terminal Marítimo e o outro não.

Chegamos no atracadouro de Valença e logo um taxista nos perguntou se queríamos ir para Itaparica, ele queria cobrar R$ 150 a viagem. Dissemos que iríamos de ônibus pois achamos muito caro e logo ele disse que assim que chegasse o próximo barco/lancha ele iria ver se não conseguia ninguém para rachar o valor conosco. E assim foi. Um casal estava indo para o mesmo lugar que nós e topou dividir o valor, sendo que nesta altura já havíamos conseguido baixar o valor para R$ 110,00.

Do atracadouro à Itaparica são cerca de uma hora e meia de viagem, em estrada boa, tranqüila, pista simples. Ele nos deixou no portão onde compra as passagens para o barco, que leva mais uns 25 minutos até o Terminal Marítimo, sendo que as próximo das 14h horas já estávamos em Salvador.

O casal que veio conosco era de Salvador, ela ficou na mãe dela que mora em Itaparica e ele nos acompanhou até o Hostel, na maior gentileza, já nos dando dicas e toques do que fazer e não fazer em Salvador.

Descendo no terminal andamos 200 metros e já estávamos dentro do Mercado Modelo. Passamos rapidamente por ele, pois sabíamos que nosso “guia” estava com um pouco de pressa, e ao atravessar a avenida do outro lado do Mercado já estávamos no Elevador Lacerda, que custa R$ 0,15. Subimos e já estávamos na chamada parte alta da cidade. Se andar para a esquerda você irá passar na Praça da Sé e logo em seguida já estará nas ruas do Pelourinho. A rua do nosso Hostel era bem central, bem próxima do Largo do Pelourinho.

Tínhamos feito a reserva no Hostel Solar dos Romanos, um prédio histórico do Pelourinho, onde já nos aguardavam (R$ 100,00 a diária em quarto de casal com banheiro, café, roupa de cama e banho). Estávamos com fome e logo largamos as coisas no quarto e fomos procurar algo pra comer. Ali em baixo existem lojas, lanchonetes, restaurantes e uma infinidade de igrejas e prédios antigos. Tínhamos aquela tarde para aproveitar a cidade, pois no dia seguinte cedinho era nosso vôo de retorno para casa.

nas ruas do Pelourinho

Percorremos algumas ladeiras do Pelourinho, são ruas tranqüilas, cheias de turistas por toda parte e também de ambulantes. Para se livrar deles, compre de cara, do primeiro que aparecer, alguma coisa tipo um colarzinho e pendure no pescoço, aceite as fitinhas coloridas de Nosso Senhor do Bonfim e também pendure em algum lugar visível deixando bem a mostra para os outros ambulantes, pois assim eles não irão te abordar mais. Só depois que compramos colares e colocamos as fitinhas eles nos deixaram em paz. Eles são simpáticos e educados mas estão por toda a parte!

Largo do Pelourinho

Terreiro de Jesus ou Praça 15 de Novembro

Depois de comer e fotografar muito, descemos de Elevador novamente até o Mercado Modelo para comprar algumas lembrancinhas. Do lado do mercado tem um caixa do Itaú e uma agência da CEF. Naquela região também tem muitos mendigos, flanelinhas explorando turistas, e o caixa do Itaú pelo que percebemos era utilizado por moradores de rua, pois tinha cheiro de xixi e muito lixo dentro. Tem policiamento próximo mas mesmo assim senti medo ao andar por lá, não é um lugar tranqüilo, longe disso, é um grande centro, bem diferente de onde tínhamos acabado de chegar (Morro de São Paulo), talvez também por isso o choque.

Na subida de volta a cidade alta ainda curtimos um por do sol no Palácio Rio Branco, antiga sede do governo da Bahia e um dos mais antigos palácios do Brasil, que fica ao lado do Elevador, onde se vê toda a Baia de Todos os Santos. A entrada é gratuita.

Palácio Rio Branco e Elevador Lacerda

Elevador Lacerda e Baia de Todos os Santos vistos do Palácio Rio Branco

No Hostel tomamos um banho e depois de uma relaxada descemos apenas para comer, em uma pizzaria ali quase em frente, por R$ 16,90 pra dois com refri! Uma pechincha!

Vista do Pelourinho da janela do Hostel Solar dos Romanos

Mais tarde o dono do Hostel bateu na nossa porta para oferecer um transfer para o aeroporto junto com um casal de gringos que também tinha voô cedinho no outro dia. Fechamos por R$ 40 o casal para não arriscar andar as 6h da manhã nas ruas do centro de Salvador.

Quem nos levou foi um funcionário do Hostel que faz transfers nas horas vagas. Em um vôo tranqüilo retornamos pra casa cheios de histórias pra contar e lembranças maravilhosas da Bahia, estado da Alegria!!!

Até a próxima!
Arquivado sob 3. Travessia Morro -> Salvador e Pelourinho com a tag elevador lacerda, mercado modelo, pelourinho, solar dos romanos, travessia morro de são paulo - salvador |    Deixe um comentário

Terceiro dia no Morro
Publicado em 29 de setembro de 2012 por larissamaciel
Padrão

Neste dia nossa programação era mais uma vez nadar com os peixes, e pra isso alugamos um caiaque na Terceira Praia, além do caiaque eles alugam snorquel, máscara, colete, pé de pato e capa para máquina. Alugamos um caiaque de dois lugares, uma máscara com snorquel (pois já tínhamos um kit) e dois pares de pé de pato por R$ 10 por pessoa. Munidos dos equipamentos necessários, fomos até a Ilha do Caitá, que fica em frente a praia, uns 10 minutos de remada.

Lá já tem um menino que nos espera, dá algumas instruções e amarra os caiaques para que possamos mergulhar tranqüilos. O mergulho se dá na parte da ilha que fica de frente para a praia e deve ser pela manhã, pois a tarde a maré sobe e impossibilita e travessia de caiaque e a visibilidade fica comprometida.

A variedade e quantidade de peixes é fantástica, é um verdadeiro aquário natural! Uma infinidade de cores e tamanhos de peixes, água cristalina e quente nos fizeram ficar por ali flutuando um bom tempo. Na verdade o tempo parecia não existir, embaixo d´agua o tempo parava e não sabíamos se estávamos ali a 5 minutos ou 5 horas. O visual dali também é demais, avista-se as 4 principais praias do Morro de um ângulo diferente, por isso é bacana ir no mirante do Farol para vê-las de cima e na ilha para ver as praias de frente, depois é claro de percorrê-las a pé.

Depois de muito ou pouco tempo, não sei, mas já satisfeitos com o que o fundo do mar nos mostrou, retornamos a terra firme, pois ainda queríamos caminhar até e praia da Argila, que fica no lado oposto da ilha.

Na pousada tomamos uma ducha fizemos um lanche e logo partimos. Para chegar a praia da Argila é necessário ir até a praça da Vila e pegar em direção a Fonte Grande, onde tem um portal de entrada antigo. Dali é só seguir a trilha e depois de alguns metros tem uma descida até a primeira praia chamada Porto de Cima, dali é só ir seguindo pela beira mar passando pela praia Ponta da Pedra até chegar a praia da Argila, que fica a uns 40 minutos de caminhada (sem paradas) da Vila.

Porto de Cima

A praia da Argila é formada por um paredão enorme de areia argilosa e colorida. E onde tiver escorrendo água é só “mergulhar” na argila. Pintei o corpo inteiro de argila rosa e amarela e fiquei no sol com ela no corpo só curtindo aquele momento. Quando dei um mergulho no mar parece que tinha trocado de pele, estava macia e limpa, fiz um tratamento ao ar livre e sem custo nenhum!

Estava bom ali, a praia é super tranqüila, deserta, mas não podíamos nos estender muito pois tinha o perigo da maré subir e não conseguirmos voltar pela praia, pois em alguns pontos passamos praticamente dentro d´agua, e na volta ficaria complicado se a maré subisse. Como não sabíamos os horários certos da maré resolvemos não arriscar e voltar o quanto antes. Caso a maré impossibilite de voltar pela praia, tem a opção de ir até a Gamboa (vila de pescadores) e pedir para um pescador te levar de barco de volta até a Vila.

No nosso caso não foi necessário e chegamos na Vila de volta tranquilamente. Vale a pena fazer esta caminhada, as praias deste lado também são muito bonitas mas é claro muito menos freqüentadas e consequentemente mais tranqüilas, o que acho ótimo!

Lanchamos na rua da Primeira praia, no Sobrenaturale por R$ 9,90 por pessoa com suco. O fim de tarde foi na Segunda praia, ainda fizemos algumas comprinhas e fomos na lan house pesquisar sobre nossa viagem de volta a Salvador.

Jantamos um peixe grelhado no Restaurante Bizu, que fica em frente a Pousada por R$ 44,00.
Arquivado sob 2. Ilha do Caitá e Praia da Argila, Bahia, Morro de São Paulo com a tag ilha do caitá, morro de são, praia da argila |    Deixe um comentário
mai29
6º dia: Rumo ao Morro
Publicado em 29 de maio de 2012 por larissamaciel
Padrão

As 6:30h da manhã já estávamos de pé para seguir nossa viagem para Salvador. Gabriel fez questão de deixar nosso café pronto antes das 7h para não nos atrasarmos, pois o último catamarã para Morro de São Paulo era as 13:30h, conforme pesquisa que fizemos na internet.

no caminho…

As 7h partimos e depois de uma viagem mais ou menos tranquila, pois eu estava ainda muito enjoada da noite anterior, chegamos a Salvador. Com uma perdida, chegamos ao Mercado Modelo, local marcado para entregar o carro e ponto de partida dos catamarãs para o Morro.

Na chegada já tivemos que pagar R$ 10 para os “carinhas” que cuidam dos carros próximo ao Mercado, pagamos para não nos encomodar. Logo o cara da Locadora estava ali, entregamos o carro e nos dirigimos ao Terminal Marítimo que fica em frente ao Mercado Modelo.

Existem três opções diferentes de traslados de Salvador a Morro de São Paulo: via aérea, via marítima ou a combinação marítima/terrestre. Os valores e os tempos destes traslados dependem da escolha. É muito importante conhecer bem estas opções antes de fazer a reserva do vôo já que os horários são limitados, por exemplo, quem chega depois das 13h ao aeroporto só terá disponível a opção aérea de transporte e quem chega depois das 14h terá que dormir em Salvador.

Estavamos em cima do laço, mas ao chegar no Terminal descobrimos que tinha um catamarã as 14h (cujo horário não estava mais disponível neste mês, conforme site das empresas que fazem o translado).

Acabamos indo no das 13:30h pra chegar de uma vez ao Morro. Tomei meu dramim e quase não abri os olhos daqui até lá. O barco balança muito, e quem tem problema com este balanço deve tomar algum medicamento pois a viagem é cansativa, em alto mar e bem longa, cerca de 2:30h.

Esta travessia pode ser bem desagradável de acordo com as condições do mar, ou seja, quem tem medo ou passa mal em barcos/catamarãs deve tomar algumas precauções como: perguntar para quem está chegando do Morro como estava as condições do mar, sentar onde pegue vento, tentar mirar um ponto fixo na costa ou dentro do barco (eu prefiro) evitando que sua cabeça balance junto com a embarcação. Lembre-se que a Proa (parte da dianteira da embarcação) se move muito mais que a Popa (parte de trás da embarcação). Outra opção é fechar os olhos e deitar no colo do maridão, como eu fiz.

Existem atualmente quatro empresas que realizam essa travessia regularmente. Todas elas partem do Terminal Marítimo do Mercado Modelo. O tempo de percurso varia de acordo com cada embarcação e a tábua de marés, mas a média é 2:30h.

A primeira, segunda e terceira impressão do Morro é muito boa! Logo abri os olhos e eles ficaram bem abertos para ver tudo o que a tempos eu queria ver. Ainda do barco se vê o Forte, Farol e o portal de entrada.

Assim que você pisa na Ilha, já é barrado para pagar a taxa de turismo que custa R$ 12 por pessoa, e várias pessoas te oferecem transfer de bagagem em carrinhos de mão, o meio mais comum de carregar coisa no Morro. Quem vai com mala de rodinha sofre um pouco, pois já na chegada tem uma ladeira enorme para subir e logo depois já tem uma outra para descer, em direção a Primeira Praia. Raramente os carrinhos são recusados, como nós estávamos de mochila, fomos um desses a recusar.

transfer de bagagens

Casarão – Vila

A vila (onde o barco atraca) é muito charmosa e simpática, já de cara me apaixonei. Caminhamos até a Primeira Praia, onde ficava a pousada que havíamos reservado, isso já era mais de 16h. As pousadas na grande maioria ficam a 10, 15 metros da praia. Encontramos a nossa e só largamos as coisas, lavamos o rosto e fomos encontrar algum lugar para comer, pois eu não tinha comido nada o dia todo e Marlon estava apenas com um sanduíche.

Passando pelas lanchonetes e restaurante já vimos que os preços eram maiores que em Lençóis. Bem, pela localização, pelas formas de transporte, pela estrutura que se oferece ali, realmente não há porque não ser mais caro que lá.

Pois bem, entramos numa lanchonete/loja e pedimos panqueca e o famoso café, que obrigatoriamente está incluso nas nossas refeições diárias. Por coincidência (ou não) o dono do lugar era de Floripa, o que já nos deixou mais em casa. Viajar no Brasil é bom por causa dessas coisas, você não precisa falar outra língua, conhece lugares incríveis e ainda encontra pessoas afins ou até conhecidos, o que dá um aconchego, uma tranquilidade de estar próximo de casa.

De volta a pousada, na qual nos sentimos muito bem (quase em casa), fizemos os acertos com o hermano que arrendou e cuida da Pousada Nativo, pagamos R$ 100 a diária no quarto com ar, ventilador, frigobar, café da manhã e serviço de quarto. Lembre-se que estávamos na baixa temporada, na alta o preço é diferente. Mais infos: http://www.pousadanativo.com/

Neste dia, ou melhor nesta noite, dormimos 10h. O cansaço nos derrubou, mas foi bom porque descansamos o suficiente para aproveitar o máximo dos dois dias inteiros que passamos no Morro.

Depois de um café de rei na pousada fomos percorrer as principais praias do Morro de São Paulo. Da Primeira a Segunda praia é um pulo e logo estávamos na praia mais agitada do Morro. Ainda era cedo mas já tinha muita gente circulando. Chegamos a Terceira praia e caminhamos toda ela até o início da Quarta praia.

café – Pousada Nativo

vista da pousada

Segunda praia bem cedinho…

Ali vimos algumas pessoas tomando banho nas piscinas naturais. Como já saímos com nossa máscara e snorkel fomos até lá dar uma olhada. Pra quem não tem esses equipamentos, não se preocupe, lá no meio dos recifes tem um guarda sol onde são alugados, máscaras, snorkel, pé de pato e até capinha para sua máquina (tipo estanque), para fotografar e filmar de baixo d´agua. Ficamos ali mergulhando por muito tempo. A temperatura da água é muito agradável e vimos uma quantidade enorme de peixes entre os recifes.

canto esquerdo da Quarta praia

Depois de aproveitar bem aquele momento, voltamos em direção a Primeira praia, todas as praias são interligadas por calçadas de cimento ou madeira, quem não quiser sujar os pés de areia, Da Vila até o final da Segunda Praia é tudo calçado. Na Terceira praia tem um pedaço calçado e o restante é pela praia e a Quarta é toda pela areia, esta é a praia mais longa das 4, com 5.600 metros, onde estão localizados grandes hotéis e pousadas, mas é também a mais deserta delas. A Primeira é a menor, com 300 metros, possui ainda muitas casas de moradores em meio as pousadas e restaurantes. A Segunda tem 400 metros,  e é a mais agitada, com muitos bares e restaurantes a beira mar e a Terceira tem 800 metros, um pouco mais deserta que a Primeira e Segunda praia, com algumas pousadas.

Terceira praia

retornando, final da Terceira Praia

De volta a Primeira praia, onde também tem piscinas naturais, ficamos em uma pequena sombra perto das pedras, bem embaixo da tirolesa, neste horário o sol estava muito quente. Ali conhecemos um argentino muito gente boa, com quem ficamos conversando por um bom tempo. Com ele ainda subimos até o morro do Farol e mirante da tirolesa. O visual de lá é incrível, uma vista panorâmica das 4 principais praias da Ilha de Tinharé, onde fica localizado Morro de São Paulo.

Marlon e Francisco – canto esquerdo da Primeira praia

do mirante da tirolesa

Segunda e Terceira praia vista do mirante

A tirolesa custa R$ 30 e cai na água, no final da Primeira praia. Nosso amigo Francisco desceu por ela, e nós, pelas longas escadarias que nos levam de volta a Vila. Dali já fomos até a Fortaleza, cuja caminhada (cerca de 500mts) inicia ao lado de onde paga-se a taxa de turismo.

Ficamos meio decepcionados com o local, pois está aparentemente abandonado, com lixo e mau cheiro. Não gostamos muito do que vimos e nem fotos batemos lá dentro. Dali ainda dá de descer para outras piscinas naturais,  mas como estávamos desde cedo andando, subindo, descendo, nadando, resolvemos desacelerar e ir para a pousada tomar um banho e procurar algo pra comer.

Fortaleza – Forte da Ponta

Fizemos um lanche num quiosque no final da Segunda praia, na verdade fome não se tem muito pois o calor é infernal, com filtro solar fator 50 ainda sentimos as marcas do sol. Depois do lanche ainda caminhamos um pouco e curtimos o cair da luz do sol na Segunda praia, numa paz só.

A noite saímos para jantar na Segunda praia (onde tem mais opções de restaurantes e de vez em quando rola um luau). Os restaurantes ficam todos a beira mar, com as mesas e cadeiras na areia iluminadas com velas que dão um efeito muito legal.

Optamos pelo Jamaica Restaurante, frango grelhado com acompanhamento por R$ 43 (já com 10% e refri). Mas a sensação de estar jantando a luz de velas com os pés na areia não tem preço, ainda mais com a companhia de um gatinho e um cachorro muito simpáticos que ficaram o tempo na nossa mesa.

olha nossos amigos ai…

Os preços dos rangos não variam muito de um restaurante para outro, não são caros mas também não são baratos, na verdade paga-se o preço de estar numa ilha, muito exótica, jantando a luz de velas na beira mar (agora já pareceu barato ne?).

Pois bem, mais um dia espetacular de muitos momentos marcantes, mas depois dessa jantinha a única opção é descansar para no dia seguinte curtir nosso último dia na ilha, com caminhada e caiaque.

Boa noite!
Arquivado sob 1. Quarta Praia e Morro do Farol, Bahia, Morro de São Paulo com a tag catamarã, farol do morro, fortaleza, morro de são paulo, piscinas naturais, primeira praia, quarta praia, segunda praia, terceira praia, terminal marítimo de salvador |    1 Comentário
Apoiadores do blog:

Creperia e Ecoturismo - Urubici|SC
Pesquisar por:

Aventure-se!
Páginas

    Boas Vindas!

Categorias

    Bahia
        Chapada Diamantina
            1. De Içara/SC à Lençóis/BA
            2. Cachoeira do Sossego e Ribeirão do Meio
            3. Poço Azul e Encantado
            4. Poço do Diabo – Lapa Doce – Pratinha – Pai Inácio
            5. Salão de Areias – Caldeirões – Pai Inácio
        Morro de São Paulo
            1. Quarta Praia e Morro do Farol
            2. Ilha do Caitá e Praia da Argila
            3. Travessia Morro -> Salvador e Pelourinho
        Vídeo
    Chile
        1. Santiago – Chillán
        2. Chillán – Pucón
        3. Pucón
        4. Pucón – Vulcão Villarrica
        5. Puerto Varas
        6. Vinã Del Mar e Valparaíso
        7. Santiago
        8. Terremoto e nossa estada forçada no Chile
        Dicas e Informações úteis
    Cruzeiro Marítimo – Costa Brasileira
        Grand Mistral
    Mato Grosso do Sul – Bonito
        1. Buraco das Araras
        2. Balneários Municipal, do Sol e Projeto Jibóia
        3. Grutas do Lago Azul e São Miguel
        4. Rio Sucuri
        5. Rio da Prata
        6. Parque Estadual Vila Velha e volta para casa
        7. Custos, mapas, dicas, informações
    Minas Gerais
        1º 2º e 3º dia
        4º dia
        5º dia
        6º e 7º dia
        8º e 9º dia
    Paraná
        Curitiba à Morretes: de bike e de trem
    Patagônia Argentina
        1. Chegada à Chaltén e Chorrillo del Salto
        2. Rio Eléctrico -> Poincenot -> Chaltén
        3. Laguna Torre e Perito Moreno
        Dicas e Informações
    Rio de Janeiro
        Cidade Maravilhosa
        Rio – Santos
            1. De São Vicente à Boiçucanga
            2. De Boiçucanga à Itamambuca
            3. De Itamambuca à Parati
            4. Parati e Angra
            5. Angra e Ilha do Pelado
            Custos e Dicas
    Rio Grande do Sul
        Tavares – Parque Nacional da Lagoa do Peixe
    Santa e Bela Catarina
        Bombinhas
        Florianópolis
            Costa da Lagoa
            Lagoinha do Leste
            Praia do Santinho
        São Martinho
        Serras
            Do RS à SC: de bike e de carro
            Neve na Serra do Rio do Rastro
            Serra do Corvo Branco
    São Paulo
        1. Rumo às Cavernas do PETAR
        2. Cavernas Santana, Morro Preto e Couto
        3. Cavernas Água Suja, Cafezal e Ouro Grosso
        4. Informações úteis e Mapa
    Uncategorized

Posts Recentes

    resumindo e completando os posts…
    Últimos dias de Patagônia
    Primavera patagônica com neve e mucho viento
    Nossa jornada à El Chaltén e Chorrillo del Salto
    Chapada Diamantina e Morro de São Paulo

Blogs que indico:

    Aventure-se conosco!
    Blog de Viagens de Carol Wieser
    Maria Lamparina
    Vela &ventos – ações náuticas

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com. | O tema Matala.
Seguir
Seguir “Pelos Cafundós”

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Tecnologia WordPress.com
fonte:https://larissamaciel.wordpress.com/category/bahia/morro-de-sao-paulo-bahia/

Imprimir | Enviar por email
new balance heren hogan schoenen nike air huarache nike roshe run nike sb adidas yeezy kopen mont blanc pen nike corte valentino schoenen hollister sale oakley zonnebril louis vuitton tas nike air force nike free rn nike schoenen fila sneakers nike air max 95 new balance dames ray ban zonnebril michael kors tas adidas superstar sale Timberland Schoenen puma sneakers nike huarache balenciaga sneakers polo shirt Adidas Schoenen nike outlet new era pet Ralph Lauren Schoenen puma schoenen nike flynit ray ban brillen asics sneakers adidas superstar dames polo ralph lauren sale converse sale louis vuitton riem adidas voetbalschoenen

© morrodesaopauloonline.com.br - 2017 - Todos os direitos reservados

 

Both the Rolex Datejust II and Rolex Day-Date II replica watches have famously legible and attractive dials. The Rolex Datejust II has baton or Arabic hour numerals while the Day-Day II has baton or Roman numeral hour markers. Aside from style differences it should be noted that the sportier Rolex Datejust II has lume on its dial while the Rolex Day-Date II replica watches dials do not have applied luminant on them (for viewing the dial in the dark). Aside from the Submariner, the Rolex Datejust replica watches uk is probably the second most popular Rolex timepiece, and among the brand's higher-end models, the Rolex Day-Date II replica watches is among the top choices next to fancier versions of the Daytona. Depending on your budget there are lots of versions, and these are great watches to own being classics in their own right and extremely good keepers of value. Complaints? Really not many. Rolex replica watches sale has so many types of watches that there is something for everyone.